terça-feira, 23 de agosto de 2011

Um jardim sem flores!...


Hoje o caminho está cinza.
As flores que nele semeei e nasceram, fenecem.
Cuidei com carinho, reguei, com elas falei, dei carinho.
Mas, elas fenecem.
Tento, 
corro,
me desesperava,
a tentar salvar minhas florzinhas,
mas dia a dia,
essas florzinhas,
como num castelo de cartas,
iam morrendo, uma a uma.
Mas sou insistente,
tenho fé.
Que este meu jardim, outrora florido,
verei de novo desabrochar.
Mas não posso cuidar dele sozinho,
advém daí a perda de suas cores,
por ter na maior parte do tempo,
dele cuidado mais só que com voce.
Sim, voce é peça importante nesse
processo.
AS flores sentem a sua falta!
Sim...!!! É isso!!!
Elas precisam de você, pois sentem sua falta!
Mas, voce, as desprezou, preferiu olhar para
outro caminho, um direito seu claro.
Mas as flores deste meu caminho,
precisam de sua atenção e amor.
Sem eles, provavelmente,
esse caminho perderá seu colorido,
e será apenas mais um solo sem vida.
com a cor cinza, do cimento,
da alma vazia.

(Carlos Almo - 23 de agosto de 2011)

Nenhum comentário:

Postar um comentário