sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Corações despedaçados!....

Vidas amarguradas
Corações despedaçados,
Saudades das doces madrugadas
Páginas viradas no nosso passado...

Sonhos perecidos
Caminhos sem direção,
Dois seres perdidos
Em busca de explicação...

Somos cinza da ilusão
Chamas que queimam sem piedade,
Protagonistas de uma grande paixão
Esperanças adormecidas no colo da realidade!

Moacir Silva Papacosta

Um comentário:

Manuel Luis disse...

Estudadas ou espontâneas, umas vezes rimam e têm sentido, outras tantas são livres e com palavras... E que tocam o ser de quem as lê!
Beijos

Postar um comentário