segunda-feira, 18 de abril de 2011

Noite fria noite!...

Caminhava eu pela noite vazia,
nesse frio e garoa a me molhar,
mas não importa o quão frio sentia;
porque na alma ainda sentia sua presença.
Sim, não importa o quaõ frio esteja,
seu calor, do seu coração me aquece.
Tua boca me passa a paixão e o lamento,
de não estar perto dela.
Seu abraço é ainda mais sentido
nessa fria noite.
Ahhh seu corpo junto ao meu,
numa volúpia de prazer e de amor sem fim.
Pelo dia, pela noite, sempre tem esse sabor.
Se nós invejam? Certamente!
Pouco me importo com isso, quero mais
é que sirvamos de exemplo.
Essa chave que carregas, e que sempre a usa,
para abrir meu coração, para nele fazer
tua morada, é o que me importa realmente.
Na fria noite, silenciosa, sinto ainda 
mais sua falta.
Teu sorriso lindo, e gentil,
me faz falta agora.
Mas também tenho a certeza que
na próxima noite, seu calor, teu amor,
me embalarão.
Quero teu colo, tua boca, teu amor.
Como sei que quer o meu.
Lá fora, o frio continuará como dantes,
mas não em nosso abrigo, nosso ninho.
Vem e esqueça a garoa e o frio que nos
enregela por dentro.
A partir de hoje, nossa alma sempre estará
aquecida pelo nosso amor.

Carlos Almo - 18.04.2011)

sábado, 9 de abril de 2011

Desejo!...

Tua face junto à minha,
me devora com seu olhar,
me deixa rijo o membro,
desejando te amar.

Seus dedos por mim passeiam
sua mão, sofrega me quer,
eu não te resisto, me entrego.
Faça de mim o que quiser.

Não vivo sem você 
nem mais um minuto,
cada segundo um tormento.
Fico triste sem tú, de luto.

Minha alma sorri feliz
quando contigo está
Meu desejo é você
Seja aqui ou acolá.

Meu amor, tu é minha rainha
Deste e de outros mundos
Minha vida que era fuinha
Hoje, com tú é tudo.

Meus dias e noites
são a ti destinados
Em sonhos me devora
Somos loucos, e obstinados.

Meu viver é sonhar
Do teu lado eu quero a vida
inteira poder estar
Pra que possamos te-la assim, sempre unida.

Fui teu ontem e hoje o sou
Em seu abraço
Mais que delicioso
Quero deixar todo o esforço

De uma vida toda de lamento
Não quero mai viver
Porque tua luz e amor
Acabaram com todo meu sofrer.

(Carlos Almo - 09.03.2011 - 13:00)

domingo, 3 de abril de 2011

Sem ti!...

NÃO SE ESQUEÇA DO QUANTO TE DESEJO
NÃO SE ESQUEÇA DA NOSSA FELICIDADE,
NÃO SE ESQUEÇA DO SABOR DO MEU BEIJO
NÃO SE ESQUEÇA DE QUEM TE AMA DE VERDADE...

LEMBRE-SE DAS NOITES ENLUARADAS
LEMBRE-SE DOS MIL ABRAÇOS QUE TE DEI,
LEMBRE-SE DAS NOSSAS MÃOS ENTRELAÇADAS
LEMBRE-SE DA CAMA ONDE CONTIGO FIQUEI...

PENSE NO GRANDE AMOR DA SUA VIDA
PENSE NO HOMEM QUE NÃO TE ESQUECE,
NÃO SE ESQUEÇA QUE ÉS A MINHA MUSA QUERIDA
LEMBRE-SE, SEM TI MULHER... O POETA DE GOIÁS PADECE!



Moacir Silva Papacosta
Publicado no Recanto das Letras em 06/04/2009
Código do texto: T1526119