segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Amizade!...

Quando eu era criança, conheci a Izabel, nos tornamos amigas e essa relação ultrapassou anos a fio...
Éramos as melhores amigas, muitas coisas fazíamos juntas...
Estudamos juntas...
Conversamos por horas e horas sem terminar o assunto...sempre tinha algo mais pra falar uma pra outra...
Sentíamos a necessidade de nos ver todos os dias...sempre com novidades...
A afinidade era enorme...tanta que éramos capaz de adivinhar o que a outra estava pensando...
Na adolescência...começamos a falar sobre os primeiros amores...e quantas emoções passamos juntas...
Logo começamos a falar sobre as primeiras responsabilidades...
Era muito bom ter a Izabel como melhor amiga...
Crescemos e nos separamos...
Ela foi estudar em outra cidade...eu fiquei na minha. Em um ano recebi a visita dela...
Nossa!!!...eram tantas coisas para contar...nem dava tempo pra tudo...
Mas a vida não foi muito legal com essas duas amigas...
Eu fui morar em outra cidade...
Sem ter computador e celular, nos perdemos..
Que pena...
Foram 30 anos longe da minha melhor amiga...
Finalmente, essa maravilhosa tecnologia nos aproximou novamente.
A alguns anos nos reencontramos e agora não nos perdemos mais...
Embora morando longe uma da outra a gente se fala sempre, e nos vemos qdo possível.
São essas amizades que valem a pena...
Que podemos contar sempre...
E eu agradeço a Deus sempre por ter conhecido a Izabel...
Minha amiga de sempre... pra sempre!...

3 comentários:

Gaspar de Jesus disse...

Olá Carmem. Neste aspecto somo algo aparecidos. Eu gosto de amizades verdadeira e desinteressadas como acontece nesta experiência que aqui nos conta. Que possam ser Amigas pela vida fora.
Muito obrigado pela visita e pela gentileza das suas palavras.
Bjs

Manuel Luis disse...

Um dia o tempo passa... Mas, se a amizade permanecer, lembram-se uma da outra. Um dia vão afastar-se... Mas, se forem amigas de verdade, a amizade aproxima-vos.
Dois beijos

Izabel disse...

Amiga, muito obrigada! Mais uma vez você me emocionou.Fizeste um resumo breve dos nossos encontros e desencontros. Vivemos alguns capítulos das histórias das nossas vidas, e tudo valeu muito. E entre um momento e outro de reflexão a vida vai passando muito rápido. Mas, o mais importante é que quando eu envelhecer e as minhas mãos estiverem trêmulas, os passos incertos, o olhar confuso..., o meu coração permanecerá jovem e alegre para poder dizer em voz altissonante: "TE AMO!"
Beijos.
Da eterna amiga,
Izabel

Postar um comentário